O ataque dos robôs pornográficos

No post que falo da renovação deste blog, eu disse que iria informá-los quanto aos ataques de robôs de spam ao formulário de comentários, que até então não usava nenhum artifício de proteção.

Nos primeiros quatro dias, recebi somente cinco. De lá pra cá, se passaram quase 20 dias e o volume foi só aumentando. Ultimamente venho recebendo uma média de 30 “comentários indesejados” por dia – todos, sem exceção, consistem puramente de links para sites de pornografia, tentando obter uma referenciazinha pra subir no ranking do Google.

O volume não é espantoso, mas suficiente para fazer valer o tempo gasto na implementação de um CAPTCHA. E foi isso que fiz: coloquei um campo que pergunta Quanto é 2 + 1? no formulário. A solução é realmente muito simples, mas acredito que vai barrá-los. Se forem mais espertos do que estou imaginando, dou um jeito de dificultar mais um pouquinho. Figa.

Publicado em 27/02/2008

Comentários

Fabrício, o ideal é você deixar o CAPTCHA variável (neste caso, com números variáveis). O Japs publicou uma solução simples.

Abraço!

Valeu pela dica, Ciro! Aqui eu tentei solucionar o problema da forma mais simples possível, limitando ao máximo o tempo de implementação/desenvolvimento. Vejo mais como um experimento mesmo.

Portanto, se a solução atual fizer com que eu pare de receber spam, ótimo. Se não, eu faço um sistema de perguntas aleatórias.

Abraço.

Sérgio Jardim | 29 fevereiro 2008 #

Como o Ciro falou, só de dar um random() ai nos números já aumenta a qualidade.

Fabrício, me liga aqui na Bolt por favor. 3335-7100 ou no celulóide. Continuar aquela conversa do almoço de hoje.

Obrigatório, mas não será exibido no comentário
Opcional
Somente marcação Textile