Mais um Dia Mundial da Usabilidade

Ontem foi o Dia Mundial da Usabilidade. Ou seja, dia de ao ir ao Instituto de Educação Continuada da PUC Minas, desde 2005. Só que dessa vez foi um pouco diferente pra mim, pois participei da organização.

A Latitude14, o IEC/PUC Minas e o curso de Especialização em Design de Interação promoveram o DMU 2008 em Belo Horizonte. No evento deste ano tivemos seis palestras e, em paralelo, a apresentação do Projeto Aqua, da Cúmplice.

As fotos que tirei já estão disponíveis no Flickr. Em breve publicaremos os slides e vídeos das apresentações no site do evento.

Encontro de Arquitetura da Informação em BH

Trabalho há seis anos na mesma empresa e tenho pouco contato com outros profissionais do meio, além dos meus próprios colegas na mediadesign. Esse fato não me incomoda de forma alguma, mas é sempre bom conhecer pessoas que têm os mesmos interesses que a gente.

Eventualmente acontecem, no morno mercado de internet belorizontino, eventos legais que proporcionam encontros assim.

A partir da lista de discussão em português do Information Arquitecture Institute foi organizado o primeiro encontro dos profissionais de arquitetura da informação de Belo Horizonte, que aconteceu ontem. As mensagens desta lista estão acumuladas na minha caixa de e-mail, por isso eu não vi o pessoal combinando tudo. Ainda bem que o Eduardo, meu colega de curso, me avisou durante a aula.

A música na Livraria da Travessa acabou atrabalhando um pouco o papo, mas não nos impediu de conversar um bocado sobre assuntos variados e, principalmente… AI.

Descobri que há em Belo Horizonte uma outra empresa especializada em usabilidade e experiência do usuário, além da Latitude14.

Na turma estavam as meninas da Vila Rica – que têm a coragem de apostar na especialização em arquitetura da informação mesmo estando em BH –, o Sérgio Jardim – que eu conheço desde o workshop de usabilidade –, o Rafael Apocalypse – que também gosta do CodeIgniter e do Texpattern! – e, claro, o Eduardo Loureiro, que estuda design de interação comigo.

Foi algo bem informal – o que eu acho muito bom pra um primeiro encontro – e faltaram algumas pessoas que disseram que iriam, mas já ficou combinado de prepararmos outras seções mais focadas em assuntos específicos da AI. E eu vou tentar ir contando tudo por aqui…

Dia Mundial da Usabilidade em BH (2006)

14 de novembro é o Dia Mundial da Usabilidade. Em várias cidades do mundo são realizados eventos abertos com o intuito de disseminar as práticas da engenharia de usabilidade e do design centrado no usuário.

No Brasil vamos ter eventos em:

Desta vez o Dia Mundial da Usabilidade em Belo Horizonte se dá pela parceria da PUC Minas com a UFMG. Será uma tarde inteira (das 14 às 18h45) de palestras e workshops no IEC da PUC Minas. Eu já confirmei minha presença. (notaram o hCalendar ? Chique!)

Mais uma vez, meus parabéns à PUC Minas por apoiar este e outros eventos bacanas por aqui.

Workshop de Usabilidade e Projetos de Interação

Foram 4 dias de imersão no mundo da usabilidade, absorvendo a experiência do professor R. Brian Stone. Conhecimento valioso que chegou até nós, gratuitamente, no workshop Usabilidade e Projetos de Interação organizado por Caio Cesar e Daniel Alenquer com o apoio do IEC da PUC Minas e da latitude14.

Mestre Stone já deu aula e ministrou cursos e palestras em várias universidades dos EUA e hoje é professor na Ohio State University no departamento de Design Industrial, de Interiores e Comunicação Visual. Foi reconhecido como educador de destaque pela Apple e, como se não bastasse, é gente fina pra caramba!

Do dia 10 a 13 de julho, não só ouvimos o que ele tinha a nos dizer, mas também colocamos o aprendizado em prática. Fizemos exercícios de laboratório após as palestras de analise heurística, cognitive walkthrough, teste empírico de tarefas e card sorting. No final, uma aula de como e porquê devemos encarar seriamente a acessibilidade nos nossos projetos.

Muito bacana também foi conhecer mais pessoas que se interessam por design centrado no usuário, usabilidade e acessibilidade aqui em Belo Horizonte. E, ao contrário do que eu pensava, não é pouca gente: além dos 25 primeiros privilegiados que confirmaram a presença, dizem que a fila de espera foi enorme.

Impressões sobre o WUD em BH

Saldo positivo: há usabilidade em BH.

Apesar de pequenos problemas técnicos, as palestras do World Usability Day em BH, organizado em tempo recorde pelo IEC da PUC-Minas, foram boas. É a mesma equipe que vai dar o curso de atualização em usabilidade da PUC no primeiro semestre de 2006.

Na primeira palestra a professora Cristiane Neri Nobre deu uma introdução à acessibilidade em websites e chegou a iniciar uma demonstração do Dosvox, sistema operacional para cegos.

A segunda foi sobre mecanismos de produção e percepção audiovisual da fala, pelo Hugo de Paula. Um assunto extremamente interessante, mas que achei muito avançado para quem está começando na usabilidade. Como o tempo foi curto para todas as palestras, poderia ter cedido o espaço para as outras se aprofundarem mais.

Depois o professor Daniel Alenquer, mestrado em design de interface pela Universidade de Ohio, falou sobre a usabilidade de interfaces no âmbito geral, integrada a todo o processo de design focado no usuário.

No workshop de Usabilidade em portais governamentais fizemos uma análise heurística resumida do portal da Secretaria da Fazenda de Minas Gerais.

Fiquei surpreso, quando o professor Caio Cesar citou um link que viu no blog de um cara daqui de BH. Perguntei qual era o blog e ele disse: acho que é um tal de ZeroSeis.

Tags: , ,